As Últimas Dez Noites do Mês de Ramadan

As Últimas Dez Noites do Mês de Ramadan

“Nós revelamos o Alcorão na Noite do Decreto.

  E o que te fará entender o que é a Noite do Decreto?

   A Noite do Decreto é melhor que mil meses.

   Nela, descem os anjos e o Espírito (Gabriel) pela permissão de seu Senhor, com todos os tipos de decretos.

 ‘Paz’ é ela até o nascer da alvorada.”

(Alcorão 97: 1-5)

Foi no Ramadan que o Alcorão foi revelado dos céus para a Terra.  Mais especificamente, foi numa das últimas dez noites desse mês abençoado.  O Profeta disse:

“Busque pela Noite do Decreto nas dez últimas noites.” (Saheeh Al-Bukhári)

 Naquela noite, adoração e boas ações são melhores do que realizá-las por mil meses, como mencionado nos versículos acima.  Por isso o Profeta aumentava sua adoração ficando acordado a noite inteira.

“Quando ele entrava nas dez [últimas noites] do Ramadan, o Profeta se dedicava a noite inteira, e acordava sua família.” (Saheeh Al-Bukhári)

Os muçulmanos no Ramadan buscam pela Noite do Decreto para que recebam uma recompensa maior.  Os muçulmanos passam a noite inteira em adoração, orando a oração de taraweeh e lendo o Alcorão, suplicando a Deus, e fazendo orações voluntárias. Durante essas noites existe inclusive uma oração congregacional extra mantida nas mesquitas, que dura de uma hora e meia a duas horas até o horário da refeição anterior à alvorada.  As noites têm vida com adoração, e as pessoas despendem todos os seus esforços nessas dez noites, na esperança de terem passado a Noite do Decreto em adoração a Deus.  O Profeta disse:

“Aquele que se põe de pé em oração na Noite do Decreto, crendo em Deus e esperançoso de Sua recompensa, terá todos os seus pecados anteriores perdoados.” (Saheeh Al-Bukhári)

O Ramadan é um mês de perdão, e as pessoas esperam estar entre as que serão salvas do Fogo:

“Deus escolhe aqueles que serão salvos do Fogo (no Ramadan), e isso acontece todas as noites.” (Al-Tirmidhi)

Por essa razão, no Ramadan as pessoas jejuam, oram e buscam a Noite do Decreto para que sejam perdoadas por suas falhas e entrem no Paraíso.

A Noite do Decreto é um presente de Deus para a humanidade. 

Entre suas virtudes é que Deus revelou o Alcorão nela, e que é melhor do que mil meses. É uma noite abençoada. Deus, o Altíssimo, disse: “Nós o revelamos durante uma noite bendita.” (44:3). Durante ela os anjos descem com a bênção e a misericórdia, circundam os que estão se recordando de Deus, e ela é paz até ao romper da aurora.
Catada (R) disse: “Ela é bênção, tudo nela é bom até o despertar da aurora.”

Hassan Al Bassri (R) disse: “Durante a Noite do Decreto, os anjos continuam pairando, com suas asas, com a paz e a misericórdia de Allah, desde a oração do Crepúsculo até o despontar da alvorada.”
Mujáhid (R) disse: “O jejum e as orações noturnas durante ela são mais benéficas do que o jejum e as orações noturnas de mil meses que não tenham a Noite do Decreto.”
O nobre Profeta Muhammad (que a paz e as bênçãos de Deus estejam sobre ele) nos ordenou procurarmos a Noite do Decreto durante os dez últimos dias do mês de Ramadan.

Aicha (que Deus esteja satisfeito para com ela) relatou que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Deus estejam sobre ele) disse: “Buscai a Noite Abençoada entre as noites ímpares (ou seja, a 21ª, 23ª, 25ª, 27ª e 29ª), das dez últimas noites de Ramadan” (Bukhari).

É da sunnah (tradição) do Profeta Muhammad (S) no mês de Ramadan: Al iítikaf (a vigília na mesquita) nos dez últimos dias do mês de Ramadan, quando os muçulmanos procuram ocupar-se com orações, leituras do Alcorão, dhikir (recordação de Allah) nestas noites que são as mais importantes noites do ano. A mais importante destas noites é a Noite do Decreto (lailatul Qadr), sendo ela uma das últimas noites ímpares do mês (21, 23, 25, 27, 29). A maioria dos sábios afirmam ser ela a noite do dia 27. O Profeta (S) disse: “Quem rezar durante a noite de Al Qadr com fé e esperança (de receber a retribuição de Allah) lhe será perdoado o que antecedeu dos seus erros” (Al Bukhári).

Devemos passar pelo menos esta noite em vigília pedindo a Deus o perdão e uma vida repleta de orientação e retidão, rogando a salvação do inferno e a conquista do paraíso.

Anas (R) relatou que quando chegou o mês de Ramadan o profeta Muhammad (S) disse: “Esse mês já chegou. Ele possui uma noite que é melhor do que mil meses. Quem a perder perde todo o bem, e só se priva dela o desafortunado.”
Os melhores atos durante essa noite abençoada é a súplica, a recitação do Alcorão, o cumprimento das orações, as orações noturnas, o evitar a prática dos pecados grandes e pequenos.

Aicha (R) relatou que numa ocasião perguntou ao Profeta (S): “Ó Mensageiro de Deus, se eu chegar a descobrir a Noite do Decreto, como deverei orar, nessa noite?” O Profeta (S) lhe respondeu: “Dize: ‘Deus, Tu, Que és Perdoador, Que amas o perdão, perdoa-me! (Allahumma innaka afuun tuhibul afua fa afu ani!)” (narrado por Ahmad, Ibn Mája e Tirmizi).

Abu Bakr Al Warac disse: “Ela foi denominada de Noite do Decreto porque nela foi revelado um Livro nobre, no idioma de um anjo nobre – o anjo Gabriel – para um Mensageiro nobre, pertencente a um povo nobre." Alguns sábios disseram que foi denominada a noite do Decreto porque se decreta nela o que acontecerá durante o ano seguinte.

Deus, o Altíssimo, disse: “Na qual se decreta todo assunto prudente.” (44:4). São escritos nela as situações e os benefícios, sendo copiadas do Livro Matriz e mostrados aos anjos.
O nobre Profeta Muhammad (que a paz e as bênçãos de Deus estejam sobre ele) costumava se empenhar nos dez últimos dias de Ramadan nas suas adorações, recitações do Alcorão e costumava ficar em retiro na mesquita. Aicha (R) relatou que
"quando começava os últimos dez dias do mês de Ramadan, o Profeta costumava ficar acordado por toda a noite, acordava também a sua família, e desapertava o seu cinto, ou seja, era o mais assíduo em orar para Allah". (Bukhári e Musslim).

Abu Huraira (R) disse: “O Alcorão era apresentado ao Profeta (S) uma vez por ano. No ano que ele faleceu foi-lhe apresentado duas vezes. Ele costumava ficar em retiro dez dias por ano. No ano que ele faleceu, ficou vinte dias em retiro.” (Bukhári).

Um Mês de Perdão

Vários ditos proféticos afirmam que os vários tipos de adoração no Ramadan são um meio de obter o perdão.  Jejuar, realizar a oração de taraweeh, e orar na Noite do Decreto são todos meios para obtenção de perdão.

“Aquele que jejua no mês de Ramadan, crendo em Deus e esperançoso de Sua recompensa, terá todos os seus pecados anteriores perdoados." (Saheeh Al-Bukhári)

“Aquele que se põe de pé em oração no Ramadan crendo em Deus e buscando Sua recompensa, terá todos os seus pecados anteriores perdoados." (Saheeh Al-Bukhári)

“Aquele que se põe de pé em oração na Noite do Decreto, crendo em Deus e esperançoso de Sua recompensa, terá todos os seus pecados anteriores perdoados." (Saheeh Al-Bukhári)

O Ramadan em geral é um mês que salva do Fogo:

“Deus escolhe aqueles que serão salvos do Fogo (no Ramadan), e isso acontece todas as noites.” (Al-Tirmidhi)

O Ramadan é um período muito especial para os muçulmanos no mundo todo.  É um mês de adoração no qual os pecadores se arrependem e se voltam para Deus, e o crente rejuvenesce sua fé.  É um período de treinamento no qual a pessoa se acostuma a levar uma vida de acordo com os mandamentos de Deus e buscando Sua Satisfação.  É um momento no qual se fortalece a relação com o Criador.  É um momento no qual se treina a fazer atos de adoração adicionais, além dos obrigatórios.   Não existe equiparação para o mês de Ramadan, e o sentimento que os muçulmanos têm nesse mês é inexplicável.  Por essa razão, os companheiros do Profeta pediam a Deus que lhes desse a bênção de experimentar o Ramadan seis meses antes de sua chegada, e por seis meses após o seu término eles pediam perdão a Deus pelas falhas cometidas no Ramadan.  Pedimos a Deus que aceite o jejum, as orações e as súplicas dos muçulmanos de todo o mundo nesse mês abençoado, e que dê aos outros a orientação para serem capazes de jejuá-lo como muçulmanos.

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!