A Educação do Mês de Ramadan e do Jejum

A Educação do Mês de Ramadan e do Jejum

1- Procurar se consagrar com os diversos benefícios do jejum: a adoração sincera a Deus, o temor a Deus, o agradecimento a Ele, a elevação do espírito, aprender a força da paciência, a disciplina, lembrar dos menos favorecidos, a educação alimentar, etc.

2- Se abster de dizer e agir com falsidade, não dizer blasfêmias, vãs palavras, insultos, não ser injusto. Enfim, aprender a auto disciplina e o auto controle.

3- Cumprir as orações em seus devidos horários. Procurar cumpri-la em grupo na mesquita, principalmente as orações da noite: oração do Ishaá, salatul Taraweeh realizada na maioria das mesquitas em oito rakáh (genuflexões) e mais três com a intenção de salatul witr.

4- Intensifique suas doações pela causa de Deus, procure ajudar o necessitado, o órfão e tenha a generosidade como caráter. Aicha (R), esposa do Profeta (S), disse: “O Mensageiro de Allah (S) era o mais generoso entre as pessoas, e era mais generoso em Ramadan”. (Al Bukhári e Musslim)

5- Evite os pecados e preserve o seu jejum fazendo com que o jejum preserve a ti mesmo. O Profeta (S) nos disse: “Pode ser que um jejuador não ganha de seu jejum senão a fome e a sede”. (Ahmad, Ibn Majah e Ad-dárimi)

6- Aproveite o seu tempo com as boas ações e procure abandonar aquilo que não traz bem, mesmo que seja licito. Ramadan é um curso no qual devemos treinar a disciplina e o aproveitamento das nossas vidas para a conquista da vida eterna.

7- Recite o Alcorão Sagrado, procurando entender os seus versículos. Lembre-se: Ramadan é o mês do Alcorão.

8- Intensifique as suas visitas aos familiares e amigos e quebre o jejum em conjunto com outros irmãos, fortificando assim, os laços de fraternidade e irmandade.

9- É recomendável apressar o desjejum e atrasar o suhur (alimentação no fim da noite antes do início do jejum). Disse o Profeta Muhammad (S): “A minha nação estará bem enquanto atrasar o suhur e apressar o desjejum”. (relatado por Al Bukhári). Também é recomendável que não se coma em demasia no desjejum.

10- Lembrar a Deus em todos os momentos e situações, principalmente, na hora do desjejum; dirigindo-se as preces (duaá) sinceras. A situação de jejum e a hora do desjejum é um dos momentos em que Deus atende às preces dos que O rogam. Quando o Profeta Muhammad (S) quebrava o jejum, dizia: “Allahuma laka sumt ua ála rizqika aftart, zhahabadhamaú uabtallatil úruq ua thabatal ajru inshaallah”. (Ó Allah, para ti jejuei, e com a Tua graça quebrei o jejum. A sede se foi, as veias se dilataram e a recompensa se firmou com a anuência de Allah).

11-É aconselhável fazer a refeição do suhur. Caso não tenha fome, que o faça com um gole d’água, seguindo assim o conselho do Profeta Muhammad (S): “Façam o suhur, pois no suhur há bênção”. (relatado por Al Bukhári e Musslim)

12- Também devemos procurar quebrar o jejum como o Mensageiro de Deus (S) o quebrava completando assim a bênção do jejum... “O mensageiro de Allah (S) quebrava o jejum com rutab (a tâmara antes de estar pasta), na ausência desta com tâmaras, na ausência de tâmaras, tomava alguns goles de água”. (relatado por Ahmad, Abu Daud e Attirmizhi)

13- Também é da sunnah do Profeta Muhammad (S) no mês de Ramadhan: al iítikaf (a vigília na mesquita) nos dez últimos dias do mês de Ramadan, quando procuramos nos ocupar com orações, leituras do Alcorão, dhikir (recordação de Allah) nestas noites que são as mais importantes noites do ano. A mais importante destas noites é a noite do decreto (Lailatul Cadr), sendo ela uma das últimas noites ímpares do mês (21, 23, 25, 27, 29). A maioria doa sábios afirma ser ela a noite do dia 27. O Profeta (S) disse:“Quem rezar durante a noite de Al Cadr com fé e esperança (de receber a retribuição de Allah) lhe será perdoado o que antecedeu dos seus erros”. (relatado por Al Bukhári).

Devemos passar pelo menos esta noite em vigília pedindo a Deus o perdão e uma vida repleta de orientação e retidão, rogando a salvação do inferno e a conquista do paraíso.

O Profeta Muhammad (S) aconselhou Aicha (R) a dizer nesta noite: “Alahuma inaka afuun tuhibul afua faafu ani” (Ó Allah, Tu és Perdoador, gosta do perdão. Perdoe-me, pois).

“A Noite do Decreto é melhor do que mil meses. Nela descem os anjos e o espírito com a anuência do seu Senhor, para executar todas as Suas ordens. (Ela) é a paz até o romper da aurora”. (97:3-5)

Desejamos a todos um feliz Ramadan e um feliz Eid e que todos os vossos dias sejam repletos de alegria, realização e sucesso nesta vida e, o mais importante, para a vida eterna... Ó Senhor nosso, concede-nos a graça deste mundo e do futuro, e preserva-nos do tormento infernal. Estes, sim, lograrão a porção que tiverem merecido... (2:201-202)


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!